Corretivo craquelado: como evitar e garantir uma aplicação perfeita

Corretivo craquelado acaba piorando o problema das olheiras e chamando ainda mais atenção para a área. Aprenda truques e cuidados para uma aplicação impecável
Corretivo craquelado acaba piorando o problema das olheiras e chamando ainda mais atenção para a área. Aprenda truques e cuidados para uma aplicação impecável

Quem sofre com olheiras tem o corretivo como melhor amigo, mas a relação pode ficar abalada quando aparecem aqueles risquinhos embaixo dos olhos durante o dia, deixando o visual nada natural. Pele ressecada, aplicação errada e a textura do produto contribuem para esse resultado, mas fique tranquila: não é nada que não possa ser resolvido com maiores cuidados e alguns truques.

Efeito craquelado é mais comum em peles ressecadas

O melhor corretivo do mundo vai craquelar se a pele por baixo dele estiver ressecada. Como esta região do rosto costuma ser mais sensível e fina, hidratar é fundamental. Todos os tipos de pele, até as mais oleosas, precisam de hidratação diária. A dica para manter a pele em dia é usar não só hidratante do rosto, mas também um específico para a área dos olhos.

Passo a passo para uma aplicação impecável

A maneira como o corretivo é aplicado também pode ter muito a ver com a aparência craquelada. O segredo é começar a maquiagem pela base, que já vai cobrir um pouco da olheira, e usar o corretivo depois, dando leves batidinhas na área dos olhos até cobrir tudo. Para um resultado perfeito, use o dedo anelar, que tem um toque mais delicado na hora de distribuir o produto. Evite também espalhar o cosmético de um lado para o outro, arrastando o dedo para não remover a maquiagem que já foi aplicada nessa região.

Exagerar na quantidade de produto é outro passo que pode ser fatal para o look. Se precisar de uma cobertura maior, prefira camadas finas e espere o corretivo aderir à pele entre uma e outra. Assim, você evita um acúmulo nas dobrinhas dos olhos.

O maquiador Danilo Severo, do Salão C.Kamura, aconselha a passar um pouco de pó compacto, de preferência translúcido, para finalizar: "além de dar acabamento matte, o truque evita que o corretivo escorra durante o dia", conta.

Descubra a textura ideal

Segundo a maquiadora Angélica Teixeira, o ideal é que o corretivo não seja muito consistente ou oleoso. Algumas mulheres podem até preferir a cobertura mais forte oferecida pelas versões mais densas, mas se o objetivo é diminuir o risco do craquelamento, a textura precisa ser leve. Quem quiser aderir a essa versão menos pesada e ainda assim cobrir toda a olheira pode usar dois tons diferentes: "passe primeiro o mais escuro e depois o claro. O contraste vai melhorar a cobertura", ensina

Mulheres mais velhas devem fugir mais ainda dos corretivos densos para não marcar as rugas da área. "Quem já tem a pele enrugada tem mais chances de acumular o produto nessas áreas e formar linhas indesejadas", conta a profissional que atende na Ophicina do Cabelo do Shopping Leblon. Para esse tipo de pele mais madura, Angélica indica corretivos cremosos com acabamento leve, que cobrem sem peso ou acúmulo.