Espremeu uma espinha? Aprenda a cuidar da pele depois e evite que isso vire um problema

Aprenda como cuidar da pele depois de espremer uma espinha (Foto: Instagram @syanafromparis @dianachamomile)
Para ter uma pele sem marcas, o ideal é não cutucar as espinhas (Foto: Instagram @dianachamomile)
Aprenda como cuidar da pele depois de espremer uma espinha (Foto: Instagram @syanafromparis @dianachamomile)

Você já sabe que quando aparece uma espinha o melhor a fazer é não espremer, né? Cutucar com a unha ou apertar a espinha pode contribuir para o surgimento das indesejadas marquinhas na pele, além de aumentar a chance de provocar uma inflamação.

Mas a gente sabe que nem sempre é fácil controlar a tentação né? Quando isso acontecer, você sabe o que deve fazer? A gente conta todos os cuidados que você deve ter depois de espremer uma espinha, vem conferir!

1- Evite mexer ainda mais no local

Quando você tem uma espinha, o ideal é esperar até que ela suma sozinha. Mas quando você interfere no processo pode ser tentador continuar cutucando, né? Mas isso pode piorar ainda mais a situação.

Isso porque, quando você espreme uma espinha, a pele no local fica machucada. Cutucar ainda mais pode aumentar o machucado e causar marcas permanentes na pele. Além disso, quanto mais você mexe, maior a chance de provocar uma inflamação.

2- Mantenha a região limpa

Se você não aguentou esperá-la sumir sozinha e acabou espremendo a espinha, o mais importante é evitar que o local inflame. Por isso, logo que espremer você deve lavar o local com um sabonete suave e adequado para o seu tipo de pele.

A melhor opção é higienizar o rosto duas vezes ao dia: pela manhã e à noite, retirando as sujeiras, oleosidade e resíduos de maquiagem da região - que podem contribuir para o surgimento da inflamação.

3- Não use maquiagem no local machucado

Depois de espremer a espinha, é provável que a pele fique machucada e vermelha. Por isso, a maior parte das pessoas decide usar maquiagem - um corretivo ou base, por exemplo - para disfarçar a situação.

Mas a verdade é que essa é uma má ideia. Passar maquiagem sobre o local atrapalha a cicatrização natural da pele, além de aumentar a chance de entupir os poros. Nesse momento, o ideal é deixar a pele respirar e evitar cobri-la com corretivo ou qualquer tipo de maquiagem.

4- Aposte em um produto para espinhas

Em vez de cobrir a vermelhidão com make, prefira usar um produto específico para espinhas. Existem várias opções para tratamento pontual que ajudam no processo de cicatrização da pele e evitam que surja uma nova espinha no local. A dica é conversar com sua dermatologista e descobrir o melhor pro seu tipo de pele.

Como cuidar da espinha sem espreme-la?

Lembre-se que é importante evitar ao máximo cutucar ou espremer qualquer espinha. Mas, se você não tem paciência para esperar até que ela suma sozinha, tem algumas coisas que você pode fazer.

Os produtos voltados para tratamento de acne são uma ótima opção, já que ajudam a secar a espinha e aceleram a cicatrização. Como a sua mão pode ter bactérias que causam infecções, evite encostar no local. Por fim, se você se incomoda com a aparência das espinhas, você pode cobri-la com maquiagem - mas lembre-se de limpar bem antes de dormir.

Redação: Gabrielle Nunes