5 coisas que você precisa saber antes de parar de tirar as cutículas

Quer parar de tirar as cutículas? Confira 5 coisas que você precisa saber!
Quer parar de tirar as cutículas? Confira 5 coisas que você precisa saber!

Deixar de tirar as cutículas vem se tornando uma vontade cada vez mais frequente entre as brasileiras, seja pelo cuidado com a saúde das unhas ou pela agilidade na hora de fazer a manicure. Quem remove há bastante tempo a pele, deixando as unhas sempre "fundinhas", sabe que a cutícula passa a nascer mais grossa e bem mais rápido, e por isso, deixar o alicate de lado para voltar a ter cutículas finas e quase imperceptíveis é um processo demorado e que requer rotina e costumes diferentes. Se você ainda está na dúvida se quer parar de removê-las, confira 5 coisas que você precisa saber antes da vida sem alicate!

1 - As cutículas não ficarão finas de uma hora para outra

Muitas mulheres começam a cutilar as unhas ainda adolescentes, ou seja, passam anos retirando as pelinhas, basicamente, uma vez por semana. Como o organismo entende que aquela área foi "machucada" pelo alicate, ele faz com que a pele se regenere sempre mais forte, e como não há um hábito frequente em hidratar as mãos ou os pés quando se tira as películas, elas vão ficando mais grossas. Quando paramos de remover, o organismo leva um tempo até entender por completo que essa pele não será mais machucada para, então, voltar a crescer saudável naturalmente.

2 - Você terá que conviver com as cutículas aparentes durante um tempo

No começo do processo, é preciso ter paciência e persistência, já que as cutículas ficarão muito mais aparentes e "levantadas", ou seja, não ficarão grudadas nas unhas como deveriam estar. Você também terá que lidar com pelinhas ressecadas ao redor dos dedos, e para disfarçar a aparência durante esse período, a dica é usar o alicate somente para cortar as pelinhas que incomodarem e que estiverem ressecadas, ou seja, nada de remover a cutícula inteira ao redor das unhas.

3 - O creme hidratante terá que ser seu melhor amigo

Pele grossa é sinal de pele ressecada, ou seja, se a intenção é voltar a ter cutículas finas e grudadinhas nas unhas, o creme hidratante específico para a região ou até mesmo um para mãos terá que andar sempre com você. Deixe um na mesa do trabalho, outro na cabeceira da cama e mais um dentro da bolsa para aplicar durante o dia, tanto nas cutículas quanto por cima das unhas, quantas vezes você lembrar. Vale massagear a região, já que isso também ajuda no processo de hidratação: quanto mais hidratadas as cutículas estiverem, mais saudáveis e finas voltarão a ser.

4 - Você vai precisar do alicate nos primeiros meses

Deixar de tirar as cutículas não quer dizer que o alicate precisará ser abolido do kit manicure de uma hora para outra. Nas primeiras semanas ou meses, ele também servirá para aparar aquelas cutículas que incomodarem ou que estiverem grandes demais. A dica é usá-lo quando for empurrar a cutícula com a espátula, e só então, cortar a pele que "subiu". Depois de um tempo, a cutícula ficará intacta e não haverá mais pele para ser cortada. A partir daí, a rotina será apenas hidratação.

5 - A lixa polidora também pode ajudar

As lixas polidoras, ou seja, as que são encontradas em forma de bloco, também poderão ser de grande ajuda durante o processo. Mas esqueça aquele velho hábito de passá-las por cima de toda a área das unhas para deixá-las lisinhas, pois esse hábito pode enfraquecê-las e até mesmo descamá-las - o que não é nada bom para a saúde a aparência dos dedos. Elas servirão, nesse caso, como acessório de emergência para lixar as cutículas que cismam em ficar levantadas e com as pontinhas incomodando. A dica é lixar sutilmente só para "aparar" e tirar a pele morta.