6 dramas reais da pele oleosa em dias de calor que donas de pele seca jamais vão entender

Aparência brilhosa no rosto é praticamente a rotina de quem tem pele oleosa nos dias mais quentes, né? (Foto: Instagram @brittsully, @oliviaedit)
 No fim, bastam alguns cuidados para amenizar os efeitos colaterais de quem convive com a oleosidade excessiva na pele (Foto: Instagram @clarawilsey)
Encontrar o protetor solar adequado para o rosto e que garanta um efeito matificante é sempre a melhor opção (Foto: Instagram @syanafromparis)
Aparência brilhosa no rosto é praticamente a rotina de quem tem pele oleosa nos dias mais quentes, né? (Foto: Instagram @brittsully, @oliviaedit)

Calor e pele oleosa na mesma frase geralmente vêm com alguma reclamação - mas costuma ser com razão, viu? É que nos dias mais hot de primavera e verão, o sol estimula a oleosidade da pele, deixando aquele aspecto meio greasy no rosto. O resultado é uma make escorrida, cabelo grudado na cara e até outras situações bem específicas e um pouquinho constrangedoras! Agora, para que mulheres de peles secas entendam (e as de pele oleosa se identifiquem) com o drama, chegou a hora de listar alguns fatos da #oilyskin:

1. Atender uma ligação é deixar a tela do celular completamente oleosa

O telefone toca, você atende e, ao fim da ligação, o resultado é praticamente toda a oleosidade da pele transferida para a tela! Quem nunca passou por esse singelo lembrete de que as glândulas sebáceas estão trabalhando em dobro que atire a primeira pedra, né? O único jeito de contornar a situação em poucos segundos é limpar o celular disfarçadamente e fingir que nada aconteceu!

2. Usar maquiagem é ver o resultado ameaçando se derreter depois de poucas horas

Caprichar bastante na make para uma festa ou ocasião especial e ver toda a produção ser sugada pelos poros (ou escorrer junto com o suor) pode ser bem duro, mas não tem jeito: o segredo é apostar nos produtos matte e de longa duração, uma boa rotina de cuidados e hidratação para tentar blindar a pele e, por fim, aceitar que alguns retoques na maquiagem serão necessários para deixar o look impecável.

3. A dificuldade em entender que o creme hidratante não é um inimigo

E por falar em hidratação, é normal que quem tem oily skin tenha medo dos cremes hidratantes, especialmente no verão, né? Ainda assim, não se deve confundir: água e óleo estão longe de ser a mesma coisa, e a função do hidratante não é aumentar a oleosidade da derme, mas equilibrar a água da pele. Isso ajuda a melhorar a textura da pele e, no fim, só facilita o dia a dia na temporada mais quente do ano!

4. Acabar lavando o rosto vinte vezes por dia e sofrendo com o efeito rebote

Com a aparência constantemente grudenta e bem mais brilhosa do que o normal, convenhamos: a vontade de lavar o rosto fica incontrolável. No entanto, o problema é que não demora muito para que o resultado dessas lavagens constantes comece a aparecer em forma de mais espinhas e o dobro de oleosidade - tudo culpa do efeito rebote.

5. Usar óculos escuros é ajeitá-los no rosto o tempo todo

Óculos de sol são itens quase indispensáveis nos dias mais ensolarados de verão, seja para a praia ou para o dia a dia. E, sim, a vontade de compor o look com eles é até grande, só que bastam algumas horas de suor na zona "T" para o acessório escorregar no nariz a cada movimento feito com a cabeça. Isso sem contar com o óleo acumulado perto da lente, né? Difícil, mas nada que um lencinho de papel não resolva em segundos - ainda bem!

6. Escolher uma base nem sempre é uma tarefa fácil

Não adianta ter pressa nem escolher qualquer produto: donas de peles oleosas sabem que precisam seguir critérios bem específicos na hora de esconder imperfeições com a base. O ideal é sempre priorizar as fórmulas oil-free e acabamento matte. Você pode até preferir as fórmulas BB Cream, que geralmente, são mais leves. Depois disso, vale sempre aplicar um pouco de pó compacto na zona "T"!

Redação: Raquel Carletto