Como escolher o curvex certo: dicas para não errar na hora de curvar os cílios!

Quer usar curvex e tem medo de errar? Confira as dicas para escolher o formato certo! (Foto: Shutterstock)
Para escolher o curvex ideal, a dica é considerar o formato dos olhos (Foto: Youtube NikkieTutorials)
O curvex de metal é o queridinho dos maquiadores profissionais (Foto: Youtube Teni Panosian)
Quer usar curvex e tem medo de errar? Confira as dicas para escolher o formato certo! (Foto: Shutterstock)

O curvex é aquele item must have para as makeup lovers que não dispensam cílios poderosos no look! Mas, para que ele realmente entregue o efeito desejado, é preciso escolher a versão certa para que os fiozinhos não acabem fragilizados, quebrados e com a forma torta. Pensando nisso, para ajudar as iniciantes que deixam esse acessório de lado por medo de acabarem detonando a produção, o Tudo Sobre Make separou dicas especiais para acertar na escolha e evitar problemas na hora de preparar a maquiagem. Confira!

Considerar o formato dos olhos é o truque para acertar a curva do acessório

O primeiro passo para não errar na hora de escolher o curvex é observar o formato dos seus olhos. Se eles são pequenos e amendoados, por exemplo, o ideal é apostar nos acessórios com curva mais reta para que dê para pegar os cílios da raiz às pontas sem dificuldade. Já para os maiores e redondos, por mais que a opção anterior também funcione, vale investir em um que apresente uma curvatura maior para que fique mais fácil envolver todos os fiozinhos na hora da maquiagem.

Ah, e só para lembrar: segundo os makeup artists, o curvex deve ser usado sempre antes da máscara de cílios! Do contrário, os fiozinhos podem acabar quebrando por entrarem em contato com o aparelho quando já estão endurecidos pelo produto. E para evitar os beliscões na pálpebra, além de escolher a versão certa, é preciso tomar o cuidado de não apertar o acessório depois da raiz dos pelinhos.

Curvex em versão mini é ideal para cílios curtinhos

Para as donas de cílios curtos, usar o curvex é um verdadeiro makeup challenge - já que as chances de errar são ainda maiores. Mas a boa notícia para as que evitavam esse desafio é que existem opções que vão tornar tudo mais fácil!

A melhor delas é a versão mini, que é específica para quem tem esses fiozinhos menores por facilitar o alcance da parte interna sem risco de quebra. Mas, na falta dela, você não precisa abrir mão dos cílios de it girl: a dica é apostar no curvex com curva mais plana para que não haja problemas na hora de modelar a área.

Metal ou plástico? Entenda os prós e contras para escolher o ideal!

Agora que você já entendeu o formato ideal do curvex, fica a pergunta: escolher as versões de metal ou de plástico?

A primeira, queridinha dos profissionais, tem a vantagem de durar mais tempo e de pressionar os cílios com mais firmeza. Mas, mesmo com esses benefícios, tem o problema de exigir um pouco mais de habilidade na hora de ser usado e de irritar a pele de quem é alérgico ou sensível a metais.

Os de plástico, por sua vez, não garantem a mesma firmeza e precisam ser trocados com mais frequência. No entanto, são ótimos para as menos habilidosas por diminuírem as chances de erro na hora da modelagem, não causarem alergias e, ainda, terem uma forma mais compacta que é perfeita para quem gosta de levar o acessório na bolsa.

Redação: Nívia Passos