Corretivo: descubra todos os tipos e saiba como escolher a cor e a textura mais indicadas para você!

Conheço os diferentes tipos de corretivo e escolha o ideal para a sua make! (Foto: Instagram @maybelline)
O corretivo líquido é o mais indicado para evitar o efeito marcado na maquiagem (Foto: Instagram @makeupshayla)
Quando a ideia é cobrir imperfeições, o corretivo deve acompanhar a cor da sua pele(Foto: Instagram @_laurenskinner)
Conheço os diferentes tipos de corretivo e escolha o ideal para a sua make! (Foto: Instagram @maybelline)

Quem quer exibir uma maquiagem impecável não pode deixar o corretivo de lado. Ele é o responsável por cobrir todas as imperfeições da pele - como acnes, manchas e olheiras -, além de também funcionar como iluminador quando é usado com um tom mais claro. Por isso, para ajudar quem ainda não encontrou um corretivo para chamar de seu, o Tudo Sobre Make preparou um guia definitivo com todos os tipos e com truques para acertar a cor. Confira!

Conheça as diferentes texturas e escolha a que mais tem a ver com sua necessidade:

Líquido: Por causa de sua textura leve, a versão líquida do corretivo é a melhor opção para quem quer deixar a make com um efeito natural e mais hidratado. Ela também é a mais indicada para a região dos olhos por não deixar o desagradável efeito craquelado e não marcar as linhas de expressão que possam aparecer na área. Por ser de aplicação fácil, não tem muitos mistérios: pode ser espalhado com a ajuda de um pincel ou com os próprios dedos.

Bastão: A aparência de um corretivo em bastão é muito parecida com a embalagem de um batom. Bem diferente do líquido, ele tem textura sólida e proporciona uma cobertura mais alta por ser mais concentrado. Por ter um acabamento mais sequinho, ele é ideal para as donas de pele oleosa, mas deve ser evitado por quem sofre com ressecamento ou tem muitas linhas de expressão por deixar as marcas mais evidentes.

Cremoso: Por ter um poder de cobertura maior, o corretivo cremoso é ideal para quem tem manchas e olheiras muito marcadas. Mas, por causa de sua textura bem mais consistente, deve ser evitado por quem tem a pele muito ressecada ou com marcas de expressão bem aparentes. Para espalhar melhor e conseguir uma cobertura impecável, o ideal é preferir a aplicação com um pincel.

Lápis: Quando a ideia é usar o corretivo para cobrir espinhas ou pequenas imperfeições, o segredo é apostar na versão em lápis. Além de ser super prático de ser aplicado, ele ainda tem a vantagem de ser um produto multiuso: pode funcionar como um lápis nude para aumentar os olhos; como base de sombras e, em tom mais claro, como um iluminador dos cantinhos internos.

Corretivo para cobrir imperfeições deve acompanhar a cor da base

Na hora de escolher o corretivo, muita gente pensa que o ideal é usar um tom mais claro que o da base. Essa dica não está errada se a ideia for usar o produto para iluminar alguns pontos da make; mas, quando o objetivo é cobrir imperfeições, como olheiras ou marcas de espinha, ele sempre deve acompanhar a cor exata da sua pele - e, consequentemente, a base.

Como escolher o tom sem errar?

A dica principal é identificar o seu subtom para escolher dentre as tonalidades disponíveis para cada cor de pele. Para descobrir qual é o seu, a dica é se guiar por alguns testes simples: se suas veias do pulso são verdes, você fica bronzeada facilmente e combina com roupas amarelas e douradas, seu subtom amarelado. Mas, se suas veias são azuladas, você fica bem com roupas azuis e acessórios pratas e costuma ficar vermelha ao pegar sol, sua pele tem fundo rosado e frio.

Já na hora de experimentar, para se certificar de que acertou na escolha do tom, a dica é testar o produto nas regiões em que deseja usá-lo e não no dorso do pulso, como muita gente acredita ser o certo.