Descolamento das unhas da pele pode ser prejudicial e deve ser tratado rapidamente

  Descolamento das unhas da pele pode ser prejudicial e deve ser tratado rapidamente
Descolamento das unhas da pele pode ser prejudicial e deve ser tratado rapidamente

As mulheres costumam incluir em sua rotina semanal uma visita ao salão de beleza. No entanto, uma ação aparentemente inofensiva frequentemente realizada pela manicure, voltada para a higienização, pode provocar um efeito colateral que passa despercebido na maior parte das vezes. Ao passar o pauzinho de laranjeira por debaixo das unhas, corre-se o risco de descolá-las da pele.

Problema pode ser resultado de ações repetitivas

O nome científico para esta condição é onicólise. O problema é mais comum no dedo anular, mas nenhum dedo está livre desse problema, a sua causa pode ocorrer ao fazer uso do pauzinho de laranjeira embaixo da unha repetidamente ou até mesmo em uma única passada mais forte, que a separa de sua ligação distal ou lateral com o leito. O ideal é evitar esta ação, mas, caso seja necessária, a solução é fazê-la uma forma bem delicada e com produtos descartáveis para evitar contaminação, ressalta a dermatologista Renata Roxo.

No momento em que a unha se descola da pele, é possível ocorrer alguma dor. Porém, como o desconforto passa rapidamente, o problema é frequentemente ignorado. Mas é possível notá-lo mesmo certo tempo depois do ocorrido devido a alguns sintomas. Repare se a parte branca da unha está maior do que o normal ou se ela está amarelada. Além disso, note também se o espaço está se alastrando em direção às cutículas devido às passagem de ar.

Base de esmalte com propriedades fixadoras e protetoras podem ser usadas

Segundo a Dra. Renata, a onicólise, em geral, regride espontâneamente, mas a imersão dos dedos afetados em soluções antissépticas tópicas pode ajudar a prevenir a colonização por bactéria, já que o descolamento é um meio propício para o desenvolvimento de micro-organismos. Se a unha já estiver infectada, o melhor a fazer é procurar a ajuda de um especialista para tratamento adequado.

Evite pintar as unhas logo após elas se descolarem, o uso do esmalte em excesso e a unha postiça podem deixar a unha ainda mais frágil. Já a base esmalte pode ser usada, pois pode ter um efeito fixador e protetor. Uma boa dica é sempre manter as unhas curtas e limpas.