Elizabeth Taylor: a maquiagem icônica da atriz, com lábios vermelhos e sobrancelhas grossas

Elizabeth Taylor   é reverenciada até os dias de hoje como uma das mulheres mais bonitas de todos os tempos
Dona de uma beleza simétrica, seus olhos em tom de violeta eram realçados pelas sobrancelhas grossas e escuras
Mesmo com os olhos chamativos, Elizabeth também não abria mão do batom vermelho
Elizabeth Taylor é reverenciada até os dias de hoje como uma das mulheres mais bonitas de todos os tempos

Não foi apenas pelos olhos super marcados do visual de "Cleópatra" que Elizabeth Taylor tornou inesquecível. Dona de uma beleza simétrica e olhos cor de violeta, a atriz ainda é reverenciada até os dias de hoje como uma das mulheres mais bonitas de todos os tempos. Considerada a diva eterna dos anos de ouro do cinema norte-americano, ela viveu cercada de glamour e impressionava por sua aparência.

Olhos e sobrancelhas eram destaque na maquiagem de Elizabeth Taylor


Os traços delicados do rosto de Elizabeth chamavam a atenção, no entanto, seus olhos em tom de azul puxando para o violeta eram de fato o maior diferencial de sua beleza. O que deixava a região ainda mais bonita era o truque de maquiagem usado pela atriz. Ela fazia questão de marcar o côncavo das pálpebras com uma sombra escura, como a grafite, que espalhada generosamente sobre a área.

Os olhos de Elizabeth ainda eram valorizados pelas grossas sobrancelhas da atriz, que os emoldurava. Em uma época em que a tendência apontava para um formato bem fino e arredondado, a britânica se destacava pelos fios muito escuros e cheios. Para realçá-las, a maquiagem era fundamental, já que a sombra garante a cobertura de pequenas falhas e uma máscara incolor deixa os pelinhos alinhados.

Batom vermelho era cor favorita da atriz


Mesmo com o grande destaque para os olhos e as sobrancelhas, Elizabeth não deixava de realçar também seus lábios volumosos. Tendência entre as estrelas do cinema da época, o batom vermelho era seu favorito, mas outras tonalidades intensas também tinham espaço em sua nécessaire. A produção era finalizada com blush rosado bem marcado abaixo das maçãs do rosto.

Descoberta pela Universal Pictures aos dez anos de idade, Elizabeth começou a carreira ainda na infância e despontou para o sucesso alguns anos depois, durante a década de 1950. Durante a carreira, ela participou de filmes que se tornaram verdadeiros clássicos, como "Um Lugar ao Sol", "Assim Caminha a Humanidade" e "A Última Vez que Vi Paris" e ganhou duas vezes o Oscar na categoria Melhor Atriz.