Jane Birkin: sardas aparentes e cílios alongados eram marca registrada da atriz

  Apesar de ser britânica, Jane Birkin é a verdadeira personificação da beleza francesa
Apesar de ser britânica, Jane Birkin é a verdadeira personificação da beleza francesa
  Dona de pequenas sardas que se espalhavam sobre seu nariz e suas maçãs do rosto, a atriz não tentava escondê-las
Dona de pequenas sardas que se espalhavam sobre seu nariz e suas maçãs do rosto, a atriz não tentava escondê-las
Com uma pele muito clara, Jane usava blush pêssego para realçar as têmporas e garantir o aspecto bronzeado o ano inteiro
Com uma pele muito clara, Jane usava blush pêssego para realçar as têmporas e garantir o aspecto bronzeado o ano inteiro
Os olhos grandes e azuis eram o destaque da produção de Jane através de cílios alongados por máscara
Os olhos grandes e azuis eram o destaque da produção de Jane através de cílios alongados por máscara
O  s lábios recebiam apenas um batom cor de boca ou balm para garantir o brilho de forma suave
Os lábios recebiam apenas um batom cor de boca ou balm para garantir o brilho de forma suave

Apesar de ser britânica, Jane Birkin é a verdadeira personificação da beleza francesa. Adepta de um visual simples com um toque a mais indefinido, o chamado je ne sais quoi, a atriz e cantora popularizou o look bohemian chic durante dos anos 1960 com sua maquiagem natural e sem esforço. Ao longo do ano inteiro, Jane reproduzia o verão na pele realçando as têmporas com um toque de blush.

Sardas aparentes davam mais naturalidade ao visual


A pele claríssima de Jane era a base de sua produção casual. Dona de pequenas sardas que se espalhavam sobre seu nariz e suas maçãs do rosto, a atriz não tentava escondê-las e preferia apostar em produtos com cobertura semitransparente apenas para uniformizar a tonalidade da pele e garantir o acabamento perfeito. Com as manchinhas aparentes, o visual ganhava mais naturalidade e leveza.

O toque final da pele clara de Jane ficava por conta do blush pêssego que realçava suas têmporas e lhe proporcionava um aspecto mais quente e saudável. O toque de cor nas maçãs do rosto e no nariz reproduzia a aparência de verão ao longo do ano todo na produção da atriz, deixando-a mais bronzeada e radiante, e ainda conferia uma melhor definição aos seus contornos faciais.

Cílios alongados deixavam olhos em destaque


Os olhos grandes e azuis eram o destaque na produção de Jane e chamavam a atenção em seu rosto delicado. Assim como Twiggy, outro símbolo de beleza da época, a atriz também gostava de alongar os cílios, especialmente os inferiores, com máscara, o que lhe dava uma aparência de boneca. Já os lábios recebiam apenas um batom cor de boca ou balm para garantir o brilho de forma suave.

Ainda hoje, aos 67 anos, Jane prefere manter uma beleza mais naturalista. "Eu sempre acho que menos é mais. Eu uso base apenas nas laterais do nariz, onde as veias estão mais saltadas, porque detesto aquele visual com cobertura pesada. Nas têmporas e nos lábios, uso um stain vermelho para dar mais cor ao rosto. Mas nunca uso nada nos olhos", contou em entrevista ao jornal Daily Mail.