Maquiagem vencida: conheça os danos que ela pode causar e aprenda a conservar a sua

Para não causar riscos, a maquiagem precisa ser utilizada no período certo
Para não causar riscos, a maquiagem precisa ser utilizada no período certo

Longe de ser uma simples data ilustrativa, o prazo de validade é baseado em testes pensados para que a maquiagem daquele potinho não cause nenhum risco à saúde. Dermatites e alergias são só algumas das complicações que podem ser ocasionadas por aquela pena de descartar produtos vencidos. Para não jogar dinheiro fora junto com os cosméticos que vão para o lixo, o segredo é saber conservar os itens da nécessaire.

Make vencida pode ter consequências na saúde

Usar maquiagem fora da validade pode trazer consequências nada agradáveis. A principal delas, segundo a dermatologista Carolina Stano, é o surgimento de irritação na pele ou mucosa, o que pode trazer ardência e vermelhidão. Outra grande inimiga da pele feminina, a acne pode ser favorecida nessas situações: "produtos cremosos ou líquidos vencidos podem ter o óleo separado dos demais componentes, levando a obstrução dos poros e surgimento de acne", conta a profissional.

Se produtos como batom, base e blush vencidos já podem desencadear alergias, os danos são maiores quando se fala em máscaras para cílios e lápis, que entram em contato com a parte de dentro dos olhos. Entre as consequências mais sérias estão a conjuntivite, um quadro que causa muito desconforto, vermelhidão e inchaço.

Prolongue a vida útil da sua nécessaire

Segundo a dermatologista Carolina Stano, o banheiro é um péssimo lugar para armazenar maquiagem - a umidade e o calor da água quente fazem tudo estragar mais rápido. O ideal é guardar o arsenal de beleza em uma parte bem arejada e escura do quarto, só levando para outro cômodo quando for se maquiar.

Mesmo que o produto ainda esteja dentro da validade, é preciso tomar alguns cuidados para evitar as irritações e reações alérgicas. Lavar os pinceis regularmente é o principal deles, já que a sujeira parada por muito tempo favorece a proliferação de microorganismos prejudiciais. Carolina também ensina a evitar tocar a ponta do tubo dos produtos com as mãos sempre que possível: "isso previne uma possível contaminação de todo o conteúdo do frasco", revela.

Há vida além da validade?

A data indicada na embalagem é o prazo mínimo e, dependendo dos cuidados na conservação, o produto pode até permanecer usável depois, mas é sempre um risco – após o vencimento a garantia dada pelo fabricante acaba e qualquer reação não é mais responsabilidade da empresa. Segundo a dermatologista, o produto pode apresentar alterações de cor e de odor até mesmo antes do fim da validade: "armazenamento incorreto ou mau uso do produto podem reduzir sua vida útil, então é bom sempre estar atenta", conta.

Essas alterações, porém, nem sempre acontecem nos produtos e, segundo Carolina, um cosmético que já venceu, mas não apresenta mudanças na estrutura também pode causar danos em contato com a pele. Na dúvida, o descarte na data correta ainda é a melhor saída.

Fique ligada nas datas

Uma dica fácil para usar os produtos dentro do período seguro é criar etiquetas para colar na superfície dos potinhos - como a data vem geralmente junto com a embalagem e ela pode ser descartada logo no primeiro uso, é uma maneira de manter a data sempre em mente .