Pele fria ou quente? Como descobrir o seu tom

A temperatura e os subtons da pele vão influenciar na hora de criar uma maquiagem harmoniosa
A temperatura e os subtons da pele vão influenciar na hora de criar uma maquiagem harmoniosa

Quantas vezes você já tentou copiar a maquiagem daquela famosa e ficou um desastre? Ou então pegou emprestada aquela roupa que ficou linda na sua amiga, mas pareceu que te deixou "apagada"? Isso acontece porque além da tonalidade, a pele contém dois tipos de temperatura: quente ou fria. Mas nada tem a ver com a temperatura corporal, e sim com a intensidade da cor. Esse subtom fica sob a parte aparente e também não tem relação nenhuma com a raça: pessoas negras podem ter pele fria e brancas, pele quente, por exemplo. "Essa temperatura da pele auxilia na construção da autoimagem e pode realçar ou 'apagar' a produção da pessoa", explicou a maquiadora e visagista Margarete Rien.

Como descobrir se sua pele é quente ou fria

Para descobrir as cores que causam uma maior harmonia em você, é preciso saber qual é a temperatura da sua pele."As peles quentes têm tonalidades de rosa, vermelho... Já as frias têm tons mais gélidos, como acinzentado e azulado", contou a visagista. Antes de sair trocando seus cosméticos, a maquiadora Margarete Rien explica como descobrir se a sua pele é quente ou fria: "é importante ter noção de colorimetria. Os visagistas fazem um teste com uma luz adequada e tecidos coloridos, onde é possível perceber a cor que mais irá realçar a pessoa".

Para descobrir sozinha a temperatura da pele, o visagista Philip Hallawell ensina um truque. Na luz natural, coloque uma moeda dourada e uma prateada sobre a mão e analise com qual cor a pele combina mais. Caso fique mais harmonizado com a dourada a pele é quente, já se for com a prateada, é fria. Outra dica é lavar bem o rosto, tirando qualquer resquício de maquiagem, e prender o cabelo penteado para trás. Enrole tecidos coloridos próximo ao rosto e avalie as cores que irão te realçar. As tonalidades da veia também podem ajudar a descobrir a temperatura da sua pele. Se as veias do antebraço tiverem tonalidades de rosa e azul, provavelmente seu tom é frio, já se enxergar verde e amarelo, sua pele é quente.

O subtom ajuda a harmonizar a make e a esmaltação

A temperatura da pele pode ajudar ainda a deixar a produção mais harmoniosa. Na hora de escolher a make e os esmaltes, avalie se sua pele é quente ou fria e garanta um visual mais iluminado. "A cor certa pode realçar a pessoa, já a cor errada pode destacar olheiras, deixar a pele 'apagada' e dar sensação de envelhecimento".

Após descobrir o seu subtom, é hora de apostar em maquiagens que vão ajudar a te deixar ainda mais bonita. Quem tem pele quente, deve investir em sombras, batons e esmalte em tons dourados ou alaranjados. Já aquelas que tem a cútis fria, podem usar produtos com tonalidades acinzentadas, como o azul.

Na hora de escolher a base também é importante ficar atenta para o subtom da pele. Pessoas com a temperatura quente devem optar por produtos com fundo amarelado, já as peles frias devem apostar em cosméticos com o fundo rosado ou puxados para tons de cinza. "A maioria das pessoas ainda acredita que se tem a pele quente deve apostar em produtos em tom frio, para harmonizar. Esse pensamento está errado, pois o que mancha a pele é o contraste. O ideal é quente com quente e frio com frio", afirmou a visagista Margarete Rien.