Pele oliva: entenda o que é, saiba como identificar e veja as melhores cores para maquiagem

Você sabe identificar a pele oliva? Confira as dicas de dois visagistas e os melhores tons de maquiagem que favorecem essa cor de pele
Você sabe identificar a pele oliva? Confira as dicas de dois visagistas e os melhores tons de maquiagem que favorecem essa cor de pele

Identificar o subtom da pele é uma das maiores missões das mulheres que adoram maquiagem, já que o tom que aparece abaixo do visível pode influenciar e muito a produção. Mas se para as donas de pele mais avermelhada ou amarelada acertar na make já dá um trabalhão, para aquelas que exibem o tom oliva - aquele levemente esverdeado - a tarefa pode ser ainda mais difícil. Para acabar de vez com todas as dúvidas, conversamos com os top visagistas Philip Hallawell e Sarah Anjos para desvendar os mistérios da pele oliva.

Identificar o subtom da pele oliva é fundamental

Quando pensamos que temos que nos preocupar apenas com o tom e a temperatura da nossa pele na hora da make, surge o subtom para mudar tudo de lugar. De acordo com o visagista Philip Hallawell o subtom é, na verdade, "o tom abaixo da visível". Ou seja, é aquele reflexo que aparece ao olhar com cuidado para a pele. " Peles quentes amareladas, por exemplo, têm um subtom marrom quente, enquanto as peles frias amareladas têm um subtom roxo. Esse subtom é mais perceptível nas olheiras", explicou o especialista.

O primeiro passo para entender a pele oliva é saber que o subtom não tem relação alguma com a cor real da pele. "Podem ser tanto claras, quanto escuras. A pele oliva tem o equivalente de 5% de rosa e 95% de amarelo, num subtom esverdeado", afirmou a maquiadora e visagista Sarah Anjos.

Dicas para identificar o subtom da pele oliva

Assim como existem alguns truques para descobrir a temperatura da pele (quente ou fria), identificar o seu subtom também é possível. Segundo o visagista Philip Hallawell, a dica é observar bem a pele após um dia de praia. "As peles oliva, assim como todas do tipo inverno, escurecem e tendem a ficar da cor de café. Também tendem a se manchar e a se bronzear mais facilmente no corpo. Já as peles quentes amarelas, por exemplo, ficam douradas e as peles quentes rosadas ficam da cor de cobre. Peles frias rosadas não conseguem manter um bronzeado", explicou.

O especialista ainda deu uma dica ótima para aquelas que querem identificar o subtom da pele logo antes de um evento importante e não terá tempo de correr para a praia. A dica é retirar todos os elementos que podem influenciar a percepção do subtom, como cabelos, maquiagem e até mesmo luz artificial, e só então observar a pele. "A análise correta da pele deve ser feita com luz neutra (luz do dia), em ambientes de cores neutras, sem maquiagem e com o cabelo e as roupas cobertas. Isso, por si só já dificulta a análise", contou.

Os melhores tons de maquiagem para a pele oliva

A maior reclamação das donas de pele oliva, no entanto, é a aparência insistentemente pálida. Por isso é tão importante identificar o subtom e correr para encontrar as tonalidade de make que vão ajudar a valorizar o visual. "A escolha de cor errada prejudica toda a harmonia de cor e resulta numa imagem muito desagradável", afirmou o visagista Philip Hallawell.

Segundo a especialista Sarah Anjos, o mais importante antes de escolher a maquiagem é conhecer cada detalhe da sua pele, já que o subtom oliva reserva algumas dificuldades na hora de harmonizar. "É importante a pessoa ter um autoconhecimento de seu tom e subtom de pele, saber o que se harmoniza com sua pele, as peles oliva podem ser claras ou escuras, quentes ou até um pouco frias, fazer o teste em casa, ajuda muito no direcionamento correto dos produtos, na dúvida buscar ajuda de um profissional visagista", alertou.

Porém, por ser um subtom que carrega tons frios e alguns quentes, é importante ficar bem atenta na hora de escolher as tonalidades. Para Philip Hallawell, makes com cores como roxo, vinho, marrom são as que mais favorecem essa tonalidade de pele. "Combina também com cores densas e escuras, que podem ser vivas também - azul, roxo, verde ou fúcsia - mas não com cores leves como o rosa ou lilás claro", explicou o top visagista.