Strobing: confira os 5 erros mais comuns na hora de iluminar a pele e veja como evitá-los

Veja os erros mais comuns na hora de aplicar a técnica de strobing e saiba o que fazer para o evitar
Veja os erros mais comuns na hora de aplicar a técnica de strobing e saiba o que fazer para o evitar

Depois do contorno, o strobing chegou com tudo para deixar o rosto afinado e com um ar iluminado e natural, como se não se estivesse usando nada. A técnica se tornou queridinha das famosas e apaixonadas por beleza, mas muitas vezes o excesso de produto ou a falta de leveza no pincel deixam o efeito exagerado. Confira os 5 erros mais comuns na hora de usar o iluminador para destacar os pontos altos do rosto e aprenda a evitá-los!

1. Aplicar o produto nos pontos errados

Um erro muito comum na hora de usar o iluminador na técnica de strobing é aplicar o produto em lugares que não necessitam ser destacados, como o queixo ou a testa. Além de deixar o rosto brilhoso demais, como se estivesse superoleoso, o hábito ainda deixa os poros em evidência, acabando com o aspecto natural da make. O ideal é iluminar apenas o topo das maçãs do rosto, o osso da sobracelha, o cantinho interno dos olhos e a pontinha do nariz.

2. Exagerar na hora da aplicação

Além de aplicar o iluminador em lugares errados, muitas vezes há a tendência a exagerar na quantidade de produto. Na hora do entusiasmo, é importante lembrar que o objetivo é conseguir um look natural, e por isso o ideal é deixar o produto invisível na pele. Além disso, também é essencial não abusar do efeito brilhoso no resto da make, como, por exemplo, preferir um blush com pouco brilho.

3. Não esfumar ou usar o pincel errado

Outro hábito que detona por completo o efeito de strobing é aplicar o iluminador e esquecer de esfumar muito bem o produto. Para um look bem "fresh" e suave, aposte no pincel vassourinha, e espalhe o pó iluminador com movimentos rápidos e curtos. Outra dica é usar uma esponja umedecida e esfumar circularmente, truque ideal para produtos líquidos ou cremosos.

4. Usar uma fórmula muito cintilante

Na hora de escolher o produto certo para iluminar o rosto, dê preferência aos com efeito bem natural e uniforme, a menos que o resultado pretendido seja mais dramático, para uma festa ou balada. Com um iluminador muito cintilante ou com glitter, o visual do dia a dia pode ficar exagerado, por isso o ideal é optar por um mais discreto.

5. Não abrir mão do pó bronzeador

Por fim, um erro muito frequente entre as beauty addicts é usar o pó bronzeador para fazer contorno, mesmo quando a aposta é no strobing. Isto só vai pesar a maquiagem, já que a técnica dispensa qualquer efeito de sombra e que cria dimensão nas partes mais altas do rosto, deixando-o afinado sem precisar de profundidade com um pó mais escuro.